Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Projetos de Pesquisa
Início do conteúdo da página

Projetos de Pesquisa

Published: Friday, 15 February 2019 23:43 | Last Updated: Monday, 06 April 2020 01:59 | Hits: 414

 

Título: A Amazônia e as cidades na fronteira: as novas relações econômicas e regionais na urbanização do sul e sudeste do Pará

Resumo: A Amazônia caracteriza-se por uma relação sociedade-espaço particular, reiterando e atualizando a relação sociedade-natureza, cuja representação em evidência é suas paisagens do trópico úmido, seus imensos rios e reservas florestais, ao mesmo tempo em que é um espaço estratégico para a reprodução do capital, na medida em que é mobilizada como fronteira econômica, um espaço de valorização em expansão. A partir da compreensão da Amazônia como uma unidade dialética, como uma região com diferentes regiões, pensa-se a produção de um de seus momentos, a região do sul e sudeste do Pará, que se constitui como uma das principais fronteiras agrícolas e urbanas do Brasil contemporâneo. Essa região é pensada a partir de sua rede urbana com enfoque em algumas aglomerações, como Xinguara, Marabá, Parauapebas, Redenção e Santana do Araguaia, que são cidades na fronteira. Essas cidades são centralidades urbanas de regiões profundamente vinculadas à produção agropecuária e extrativista, que implicam diretamente na produção do espaço regional. Nesse sentido, pensa-se Xinguara, Marabá, Parauapebas, Redenção e Santana do Araguaia como cidades na fronteira, que constituem uma regionalização no nível da relação cidade e região, como centralidades urbanas de uma região de produção agropecuária e extrativista, e uma regionalização a partir da rede urbana que se configura na região do sul e sudeste do Pará, que possui diferentes interações com as cidades médias que a compõe (como Marabá) e com as metrópoles regionais do território nacional (como Belém e Goiânia). A pesquisa envolve dois caminhos metodológicos totalmente integrados. De um lado, problematiza-se e caracteriza-se a rede urbana, as regiões de influência das cidades, a infraestrutura de circulação e os grandes projetos na região do sul e sudeste do Pará, no sentido da interpretação das novas relações econômicas e regionais da urbanização. De outro lado, compreendem-se e identificam-se, nas cidades de Xinguara, Marabá, Parauapebas, Redenção e Santana do Araguaia, as atividades econômicas vinculadas à difusão do terciário avançado; dos serviços especializados do agronegócio; da incorporação, construção e produção de infraestrutura, que são os três grandes eixos de coleta e tratamento de informações primárias e secundárias para a compreensão da constituição das centralidades urbanas e da relação cidade e região na fronteira.  O objetivo geral é compreender a produção das cidades na fronteira (Xinguara, Marabá, Parauapebas, Redenção e Santana do Araguaia) e as novas relações econômicas e regionais na urbanização do sul e sudeste do Pará no contexto da Amazônia. Os objetivos específicos são: 1) caracterizar a rede urbana, a infraestrutura de circulação e os grandes projetos na região do sul e sudeste do Pará, uma das principais fronteiras urbanas e agrícolas do Brasil contemporâneo; 2) identificar a expansão das atividades econômicas vinculadas à difusão do terciário avançado com destaque nas áreas de comércio e serviços financeiros e bancários de Xinguara, Marabá, Parauapebas, Redenção e Santana do Araguaia; 3) identificar a expansão das atividades econômicas vinculadas aos serviços especializados do agronegócio, enfocando o comércio de insumos e produtos agropecuários e mão de obra especializada em Xinguara, Marabá, Parauapebas, Redenção e Santana do Araguaia; 4) identificar a expansão das atividades imobiliárias de incorporação, construção e produção de infraestrutura simultânea ao crescimento da presença de trabalhadores agrícolas não rurais e trabalhadores especializados em Xinguara, Marabá, Parauapebas, Redenção e Santana do Araguaia; 5) discutir as mudanças na relação cidade e região na fronteira a partir dos níveis de centralidade das metrópoles e cidades médias na rede urbana do sul e sudeste do Pará, situando Xinguara, Marabá, Parauapebas, Redenção e Santana do Araguaia.

Palavras-chave: Amazônia; Cidade; Fronteira; Urbanização; Regionalização

Equipe: 

Pesquisadores:

Função:

Instituição:

Andrey Minin Martin

Pesquisador

Unifesspa

Eduardo de Melo Salgueiro

Pesquisador

Unifesspa

Eudes Leopoldo

Coordenador

Unifesspa

Isaque dos Santos Sousa

Pesquisador

UEA

Maurílio de Abreu Monteiro

Pesquisador

Unifesspa

Olga Firkowski

Pesquisadora

UFPR

Paulo César Xavier Pereira

Pesquisador USP

Rosa Moura

Pesquisadora

IPEA

Saint-Clair Cordeiro da Trindade Júnior

Pesquisador

UFPA

Susane Patrícia Melo de Lima

Pesquisadora

UEA

Thiago Alan Guedes Sabino

Pesquisador

Unifesspa

Tiago Veloso dos Santos

Pesquisador

IFPA

Fim do conteúdo da página